terça-feira, 2 de julho de 2013

Agradecer



é verdade e bem verdade. aquela malfadado pneu já me tirou do sério mais do que uma vez e hoje não perdi a calma mas perdi o pneu. 
pelo caminho dei por uma barulho, achei que era a porta mal fechada, encostei e fechei bem a porta. entrei na estrada de campo onde apenas se vê pássaros e outros animais pequeninos que saltitam na estrada.pelo caminho cheiro-me a borracha queimada e veio-me logo à cabeça que tinha acabado de queimar um pneu.  não é que eu não saiba mudar pneus. sei. o meu pai fez questão de nos ensinar, a mim e à minha irmã o básico para nos desenrascarmos em qualquer situação. a grande questão é que com os meus 45 kg é muito difícil desapertar seja o que for. por isso vim andando devagar, devagarinho até quase não haver pneu. parei na bomba. o sr. não me ajudou. parei junto ao trabalho e duas pessoas vieram em meu auxílio. que bom vir alguém para nos socorrer, alguém para nos ajudar. o sr. António estava preocupado comigo. achava que eu não devia estar ali assim, de gatas, com as mãos sujas. não há problema sr. António e também o carro é meu e o sr. está-me a ajudar. e agradeço-lhe profundamente. 
pneu suplente colocado. sr António isto dá para chegar ao meu destino? 
dá para ir até ao porto menina! 
sorrisos, só sorrisos e uma enorme gratidão. 


Sem comentários:

Enviar um comentário